Acerca da biografia dum sepulcro colectivo do Neolítico final/ Calcolítico: o Hipogeu 2 do Monte do Carrascal 2 (Ferreira do Alentejo, Beja, Portugal)

  • Maria João Neves CIAS - Research Centre for Anthropology and Health. Department of Life Sciences, University of Coimbra, 3000-456 Coimbra, Portugal
  • Ana Maria Silva UNIARQ, Universidade de Lisboa

Abstract

Partindo-se dos dados recolhidos no Hipogeu 2 do Monte do Carrascal 2 (Ferreira do Alentejo, Beja), um dos sepulcros colectivos sito nas imediações do grande sítio do Porto Torrão, procurou-se obter uma leitura biográfica do mesmo, abordando-se especificamente as questões relativas à construção, uso, reconfiguração, reutilização e abandono da estrutura tumular.
Através da análise integrada das informações espaciais, estratigráficas e arqueotanatológicas, reunidas numa única base de dados georreferenciada (SIG), foi possível caracterizar os inumados, o modo como foram sendo depositados, as práticas funerárias realizadas ao longo do tempo, os processos de preenchimento do sepulcro e as alterações pós-deposicionais e processos de remodelação que sofreu.
Após esta caracterização do sepulcro e dos seus mortos foram entrevistas as novas questões que resultam duma abordagem integrada destes dados com aqueles que decorrem das novas descobertas realizadas recentemente no interior alentejano. Este conjunto de informações afigura-se essencial à compreensão da relação entre o mundo dos vivos e dos mortos nos 4º e 3º milénios a.C., tema fundamental na investigação arqueológica e antropológica europeias.

 

Regarding the biography of a collective Late Neolithic/Calcolithic burial place: the Hypogeum 2 of “Monte do Carrascal 2” (Ferreira do Alentejo, Beja, Portugal)
The data obtained in the Hypogeum 2 of Monte do Carrascal 2 (Ferreira do Alentejo, Beja), one of the collective tombs located near the large site of Porto Torrão allow us to trace a biographical overview of this collective tomb. The processes regarding its construction, reconfiguration, reuse, and abandonment were analysed throughout an integrated analysis of spatial, stratigraphic and archaeothanatological information gathered in a single georeferenced data base (GIS).
The funerary practices, the post-depositional evolution and the architectural remodelling of the site were characterized. These new data were then compared with those that result from the new discoveries recently done in inner Alentejo. This set of information seems essential to perform a better understanding of the relationship between the world of the living and the dead in the 4th and 3rd millennium BC, a fundamental archaeological and anthropological research topic in Europe.

Keywords: Hypogea; Late Neolithic/Chalcolithic; Monte do Carrascal 2; Porto Torrão; Archeothanatology; GIS.

Published
2018-11-27
How to Cite
Neves, M. J., & Silva, A. M. (2018). Acerca da biografia dum sepulcro colectivo do Neolítico final/ Calcolítico: o Hipogeu 2 do Monte do Carrascal 2 (Ferreira do Alentejo, Beja, Portugal). Estudos Do Quaternário / Quaternary Studies | Online ISSN: 2182-8660 | Print ISSN: 0874-0801, (18), 35-52. https://doi.org/10.30893/eq.v0i18.173
Section
Articles