SIG e Arqueologia: ensaio para a compreensão do Alto Douro do III e II milénio a.C.

  • Sofia Lacerda
Keywords: Pré-História Recente, Alto Douro, Paisagem, SIG

Abstract

Com este ensaio pretendeu-se complementar o estudo do Alto Douro do III e II milénio a.C. oferecendo uma perspectiva cartesiana do espaço como complemento aos estudos que têm sido feitos com base na percepção presencial de investigadores como João Muralha Cardoso, Vítor Oliveira Jorge, Susana Oliveira Jorge, Ana Margarida Vale, António Sá Coixão e outros. Esta análise permitiu testar a falibilidade dos Sistemas de Informação Geográfica (SIG), ferramenta que possibilitou a concretização de uma série de mapas (Heatmap, Terrain Profile, Viewshed, etc.) que permitiram percepcionar o território à macro escala e reflectir sobre a disposição e a relação entre sítios como Castanheiro do Vento e Castelo Velho, além de outros da mesma cronologia e território, mas que, sobretudo por falta de intervenções arqueológicas, não conhecemos tão bem. Entendeu-se que todos estes sítios, formando dois grandes núcleos, poderão ter funcionado de forma articulada; e que sítios como Castanheiro do Vento, Castelo Velho, Santa Columba ou Montes se situam em zonas que possibilitam um amplo controlo visual sobre o território, o que reforça noções como a de hierarquia e controle.

GIS and Archaeology: essay for the comprehension of Alto Douro in III and II millenium b.C - We intend, with this essay, to complement the study of the Alto Douro region, between the 3rd and 2nd millenium b.C., offering a cartesian insight of this space, investigated by archaeologists such as João Muralha Cardoso, Vítor Oliveira Jorge, Susana Oliveira Jorge, Ana Margarida Vale and António Sá Coixão. This analysis allowed us to test the fallibility of Geographic Information Systems (GIS) – a tool that allowed us to perform spacial analysis operations (Heatmaps, Terrain Profiles, Viewshed Analysis, etc.). Thus, we could understand the territory at a larger scale, and reflect on how sites such as Castanheiro do Vento and Castelo Velho are disposed and related, as well as other ones from the same period, that due to the lack of archaeological research, we don’t know quite well. It is understood that all these sites, which form two groups, that might have worked in an articulated way; and that sites as Castanheiro do Vento, Castelo Velho, Santa Columba or Montes, located in areas which allowed a good visual control over the territory, reinforce concepts as hierarchy and control.

Published
2017-12-21
How to Cite
Lacerda, S. (2017). SIG e Arqueologia: ensaio para a compreensão do Alto Douro do III e II milénio a.C. Estudos Do Quaternário / Quaternary Studies, (17), 1-12. https://doi.org/10.30893/eq.v0i17.149
Section
Articles