A anta dos Currais do Galhordas (Castelo de Vide, Alto Alentejo, Portugal): Arquitetura, cronologia e análise química de resíduos orgânicos de recipientes cerâmicos

  • Sérgio Monteiro-Rodrigues Universidade do Porto – Faculdade de Letras. Centro de Investigação Transdisciplinar Cultura Espaço e Memória (CITCEM). Via Panorâmica, s/n 4150-564 Porto, Portugal
  • César Oliveira
Keywords: Anta dos Currais do Galhordas, Conteúdos orgânicos em vasos, Megalitismo, Alto Alentejo

Abstract

Recorrendo à cromatografia gasosa com deteção por massa, analisaram-se os conteúdos orgânicos extraídos de três vasos da anta dos Currais do Galhordas, monumento erigido na segunda metade do 4º milénio cal BC e reutilizado, pelo menos, no 3º e no 2º milénios cal BC.
Ao que tudo indica, os três vasos relacionam-se com a reutilização mais recente do monumento megalítico, durante o Bronze Pleno (2º milénio cal BC). Em dois vasos identificaram-se vestígios de uva ou frutos vermelhos e peixe; no terceiro detetaram-se restos de gordura animal, possivelmente leite, associado a óleos de plantas. Os resultados obtidos a partir dos três recipientes cerâmicos estão em concordância com os observados por outros autores em amostras de época genericamente idêntica, recolhidas em áreas geográficas relativamente próximas da anta dos Currais do Galhordas.

 

The megalithic tomb of Currais do Galhordas (Castelo de Vide, Alto Alentejo, Portugal): Architecture, chronology and chemical analysis of the organic content of ceramic vases
The organic content of three ceramic vases uncovered in the megalithic tomb of Currais do Galhordas (Central Eastern Portugal) – a monument built in the second half of the 4th millennium cal BC and reused in the 3th and in the 2nd millennia cal BC – was analysed by gas-chromatography with mass detection. The vases are allegedly connected with the latest use of the monument, during the Bronze Age (2nd millennium cal BC). Two of them presented traces of grapes or red fruits, together with fish; the third vase exhibited animal fat remains, possibly milk, associated with plant oils. Our results are compatible with other data from Iberian archaeological sites of identical period, in some cases located relatively close to the megalithic tomb of Currais do Galhordas.

Keywords: Anta dos Currais do Galhordas; Organic content in vases; Megalithism; Alto Alentejo.

Published
2018-11-26
How to Cite
Monteiro-Rodrigues, S., & Oliveira, C. (2018). A anta dos Currais do Galhordas (Castelo de Vide, Alto Alentejo, Portugal): Arquitetura, cronologia e análise química de resíduos orgânicos de recipientes cerâmicos. Estudos Do Quaternário / Quaternary Studies | Online ISSN: 2182-8660 | Print ISSN: 0874-0801, (18), 15-34. https://doi.org/10.30893/eq.v0i18.168
Section
Articles