Paleoambientes Quaternários de sectores da Zona Costeira do NO de Portugal:Estudo Geofísico

  • Isabel M. Ribeiro
Keywords: Evolução paleoambiental, zona costeira, geofísica, sondagens, datações

Abstract

Frequentemente, as expressões superficiais da zona costeira encontram-se apagadas por processos erosivos, eólicos e de praia, e pela actividade antrópica. Contudo, as características do subsolo encontram-se parcialmente preservadas; a sua análise pode, portanto, esclarecer sobre o modo como se processou a evolução da zona costeira. A investigação desenvolvida, apoia-se em prospecção geofísica (realização de sondagens eléctricas e aplicação do radar de penetração), sondagens mecânicas (para controlo dos resultados da geofísica) e na análise sedimentológica e cronológica das unidades sedimentares que cobrem o substrato rochoso. Como objectivo procurou-se estabelecer a profundidade e continuidade lateraldo substrato rochoso (bedrock), a extensão da cobertura sedimentar, caracterizar a sucessão sedimentar (definição da textura e/ou estratificação dos sedimentos, processos e determinação de ambientes) e identificar acidentes neotectónicos (estruturais e morfológicos) no subsolo os quais, se reactivados, poderão manifestar-se na sucessão sedimentar.

Downloads

Download data is not yet available.
Published
2001-12-26
How to Cite
Ribeiro, I. M. (2001). Paleoambientes Quaternários de sectores da Zona Costeira do NO de Portugal:Estudo Geofísico. Estudos Do Quaternário / Quaternary Studies, (4), 43-47. https://doi.org/10.30893/eq.v0i4.37
Section
Articles