Acerca dos cenários da acção: estratégias de implantação e exploração do espaço nos finais do 5º e na primeira metade do 4º milénio AC, no Sul de Portugal

  • César Neves
  • Mariana Diniz
Keywords: Neolítico antigo e Neolítico médio, Sul de Portugal, 5º e 4º milénios cal BC, Modelos de povoamento, Cultura material

Abstract

As etapas finais do Neolítico antigo e a passagem para o Neolítico médio constituem-se como problemáticas em aberto no inquérito relativo ao processo de neolitização no actual território português. Parece seguro que esta fase de transição ocorre a partir da segunda metade do 5º milénio cal BC, finalizando com a construção dos primeiros monumentos megalíticos de cariz funerário, em pleno 4º milénio. No entanto, a dificuldade em caracterizar cronológica e culturalmente este momento faz com que, no essencial, esta etapa seja definida a partir de generalidades não demonstradas.Até à data, o debate centrou-se na análise dos processos históricos ocorridos entre a segunda metade do 6º e a primeira metade do 5º milénio cal BC, e na transição do 4º para o 3º milénio cal BC, permanecendo o Neolítico médio uma etapa vazia entre estes dois momentos bem definidos, o Neolítico antigo e o Neolítico final.Caracterizar e apresentar uma primeira reflexão acerca dos grupos do Neolítico médio, no Sul de Portugal, através da escassa evidência empírica hoje disponível, ao nível dos territórios ocupados, das estratégias de exploração dos espaços, dos padrões de implantação dos lugares de habitat, dos ritmos de mobilidade e das práticas económicas é o objectivo deste texto.

Downloads

Download data is not yet available.
Published
2014-12-21
How to Cite
Neves, C., & Diniz, M. (2014). Acerca dos cenários da acção: estratégias de implantação e exploração do espaço nos finais do 5º e na primeira metade do 4º milénio AC, no Sul de Portugal. Estudos Do Quaternário / Quaternary Studies, (11), 45-58. https://doi.org/10.30893/eq.v0i11.90
Section
Articles