A Estação Paleolítica do Cerro (Vila Nova de Gaia, Noroeste de Portugal): Caracterização preliminar dos utensílios com configuração bifacial

  • Sérgio Monteiro-Rodrigues
  • João Pedro Cunha-Ribeiro
Keywords: Utensílios com configuração bifacial, Tecnologia lítica, Paleolítico Inferior, Noroeste de Portugal

Abstract

A estação paleolítica do Cerro foi descoberta em 1988. Entre 1989 e 1992 realizaram-se três campanhas de escavação que permitiram recolher um importante conjunto de artefactos líticos talhados a partir de seixos rolados de quartzito, atribuíveis ao Paleolítico Inferior. Do ponto de vista geoarqueológico, estes artefactos associam-se a coluviões, que se sobrepõem a uma formação marinha implantada a cerca de 22 m n.m.a.m. O estudo das peças com configuração bifacial (em que também se incluem as parcialmente bifaciais e as unifaciais) revelou a existência de duas cadeias operatórias, globalmente expeditas, que visaram, sobretudo, a criação de utensílios com extremidade distal apontada. Estas cadeias operatórias mais do que se ligarem a opções de natureza morfológica parecem antes constituir uma resposta aos constrangimentos impostos pela volumetria dos suportes utilizados, visando a sua eventual adequação a distintas funcionalidades.

Downloads

Download data is not yet available.
Published
2014-12-21
How to Cite
Monteiro-Rodrigues, S., & Cunha-Ribeiro, J. P. (2014). A Estação Paleolítica do Cerro (Vila Nova de Gaia, Noroeste de Portugal): Caracterização preliminar dos utensílios com configuração bifacial. Estudos Do Quaternário / Quaternary Studies, (11), 3-18. https://doi.org/10.30893/eq.v0i11.86
Section
Articles